domingo, 6 de fevereiro de 2011

Leitura nossa de cada dia


Deixamos para 'especialistas' e especialistas e acadêmicos da área de estatísticas que, desejamos, depois desta nossa tentativa, eles apareçam e nos apresentem exatidões. Os jornais que podem contar com equipes especializadas, estranhamente, não se lembraram de elaborar um trabalho neste campo. Aqui vamos nós do DominioFeminino sempre abrindo caminhos.

Tudo começou ao percebermos com muita agonia que a população do Twitter mesmo com toda facilidade para esticar o ponteiro do mouse e clicar em link que leva para blog e jornais, não o fazem. E quando acontece fazer, a leitura além de ser enviesada, poucos se dispõem a postar comentário.

O entusiasmo é mais devotado aos foros dos grandes jornais e blogueiros/colunistas/jornalistas ( ou é o contrário ? ) de reconhecimento na chamada grande midia que chancela prestígio ao comentarista. Mas tudo isso está longe de se dizer que o povo brasileiro é interessado em receber informação. Até porque, não adianta ler grandes esclarecimentos e iluminação, se o leitor não tem conhecimento mais profundo ou capacidade cognitiva para absorver as informações, processar e desdobrá-las.

O que despertou nossa curiosidade para ( sem critério algum a não ser o de que são os veículos  com maior número de followers ) juntar números e uns poucos dados, foi verificar os números dos followers dos veículos de comunicação. Fizemos um apanhado randômico, com jornais, duas revistas brasileiras e um canal de TV. Excluímos cadernos, editorias e, os próprios colunistas por entender que aqueles números já estavam, de certa maneira, embutidos na @ do veículo. Exemplo: Jornal Oglobo tem o Caderno Ela e outras Editorias. Ficamos apenas com o Caderno Ela. Assim é com os veículos no Brasil e no resto do mundo.

Dificuldade maior foi localizar dados sobre a população (única) de brasileiros no Twitter. A mais recente encontrada é relativa ao ano de 2010 o que não parece, mas torna tudo muito mais inexato. A falácia de que os brasileiros já seria maioria no Twitter não se sustenta. Basta ver aqui. Apesar do salto que não foi pequeno estamos muito longe dos americanos, principalmente em qualidade. A população americana no Twitter é formada por profissionais, CEOs grandes, médias e pequenas empresas, sem contar com a vantagem da faixa etária muito além da nosssa. Ou seja, estamos falando de qualidade.

Segundo os relatórios constantes dos links acima, o Brasil evoluiu em sua população no Twitter que representaram 8,8% de utilizadores únicos atingindo um aumento de mais de quatro vezes mais do que os  2% em junho/2010 com base em estudos de 2009. E trabalhando com a mesma base, o cruzamento demonstra que a população americana no Twitter caiu acentuadamente de 50,8%, para 62,1% em junho/2010 enquanto no resto do mundo o crescimento compensava a queda (  para onde foram os 11,3 % dos americanos ? ).

Pois muito bem, recolhemos os números a seguir:

@JornaldoBrasil  16578
@JornalOGlobo 175117
@folha_com 63430
@estadao 78497
@veja total 594651
@exame_mundo 1363
@exame_noticias 8.868
@canalgnt 50 001
TOTAL: 938.140 = 0,56% de usuários do Twitter


@reuters 393 097
@NYTimesUpdate 3.057
@TIME 2323940
@cnn 1582760
@NASDAQ 143525
@foxnews 445429
@HuffPostWorld 5.040
TOTAL:4.520.600 = 0,03% dos usuários do Twitter

@Heritage 100366 followers por exemplo, é uma Instituição de imenso prestígio e outras como a @CatoInstitute 76.599 e a fechadíssima ( porque muito cara ) e só por este motivo tem apenas 5. 135 Federalist Society @FedSoc estão entre as mais lidas no Twitter. @ProSyn (Project Syndicate) de Esquerda (liberais - fundação patrocinada por George Soros ) com 4,551 seguidores e muito material para ler.

Isto é só um apanhado superficial levantado em algumas horas, mas dá ideia de quanto  os conservadores americanos são bem informados. Nada do que levantamos aqui inclui umas centenas de jornais virtuais em todos os Distritos, Condados e Estados. Não levantamos outra miríade de jornais totalmente independentes e incalculável número de blogs.

Também não incluimos os influentes Jornal Examiner 9.191 - @examinercom - nem o @WorldNetDaily 2.223, mas é importante que sejam citados. Da mesma forma que não citamos Informativos Jurídicos ( é o que mais tem no Brasil ) e nossos e pequenos jornais locais  porque o objetivo já  se completa com os acima citados.

Podem criar um jornal em cada esquina de cada rua do Brasil que o povo não vai ler. E quando lê demonstra uma dificuldade imensa de processar as informações recebidas. Não desdobra o pensamento porque faltou leitura durante toda a infância e juventude. Em geral, leituras só técnicas e por obrigação de apresentação de trabalhos acadêmicos, cujos livros são reprografados por páginas, conforme a necessidade da leitura.

Ora, se nem de graça na internet há procura, imagine se a imprensa não fosse subsidiada por anúncios governamentais e papel. Imprensa livre, só quando os brasileiros tomarem gosto pela informação e passarem a comprar os jornais impressos. Acima os totais de seguidores de veículos de informação constatam as diferenças entre dois povos e assinala  o pouco interesse do brasileiro pela informação que aperfeiçoaria sua capacidade crítica e, consequentemente o discernimento político.

Agradecimentos:
Colaboraram nas pesquisas : @so_vanleeuwen e @gabizago

8 comentários:

Velvet Poison disse...

Ano passado, fiz um trabalho específico que demandou bastante o uso da internet. Uma das coisas que aprendemos, rápido, foi exatamente isso: os internauta não abrem links. E dos que acessam, muitos lêem apenas um trecho, saem da página. Menos, ainda, comentam.

Percebo isso claramente no meu blog. Chego a ter 600 visualizações em um determinado post, que não chega a uma dezena de comentários.

Velvet Poison disse...

Desculpe, escrevi "os internauta". Bom dia!

Sonia disse...

Olá.

Se me permite complementar o seu tão bem elaborado texto, apesar da falta de precisão nos dados (quem se habilitará a nos fornecer com clareza??), acredito que além da falta de hábito de leitura, o brasileiro, também, faz um uso errado do Twitter.Utiliza-o como se fosse um aplicativo de mensagens instântaneas, sem o menor conteúdo.

Isso, foi apenas um parêntese. Voltamos ao grande e real problema, que é a falta de leitura, o cultivo do hábito.
O que denota a falha do sistema educacional, não só das escolas, mas da educação do lar, porque exemplos educam mais que palavras.

Minha (triste) visão dos brasileiros, em geral, é de avestruzes, que escondem a cabeça e deixam o corpo de fora, acreditando que assim, sem saber de nada, nada acontecerá.

Enquanto essa mentalidade básica não mudar, continuaremos a ter políticos corruptos eleitos e reeleitos, sobretaxas, impostos absurdos sem que saibamos a aplicação desse dinheiro...

É triste constatar que o povo desconhece totalmente a força que tem e a força dos veículos de comunicação que tem nas mãos, disponibilizados pela web..

Mas o que esperar, de um povo que se "orgulha" por ter eleito (por 2 mandatos..OMG) um presidente semianalfabeto??

@so_vanleeuwen

Ajuricaba disse...

Complementando o que disse a Regina...
Costumo dizer que o comentário é o aplauso de quem escreve. Procuro sempre dizer alguma coisinha que seja, mas não deixar em branco.

Dri Falavigna disse...

Síntese perfeita aqui no texto: se nem de graça há interesse pela leitura, como levar não apenas a informação, processada pelos jornais e meios de comunicação? E os livros, que são adquiridos em livrarias e que somam o conhecimento? Sem esse cotejo como ter nível na interação?
É mais um sintoma da educação, aquela que teve o começo tímido na escola, e quem sabe o pouco estímulo cultural em casa e se resumia nos chatos livros curriculares. Eis a colheita de gerações.

Selma disse...

Não obstante a ressalva feita aos dados estatísticos aqui apresentados, nós sabemos ser incontestável a afirmação de que o brasileiro, em sua grande (esmagadora!) maioria, não lê, e quando o faz "demonstra uma dificuldade imensa de processar as informações recebidas. Não desdobra o pensamento porque faltou leitura durante toda a infância e juventude."
Tal realidade assusta, desanima e oprime. Ora, como impedir que uma nação democrática seja espoliada por governantes vis, todavia ungidos, consagrados e aclamados pela impunidade, se não for por meio do voto do próprio povo? Por outro lado, como pode escolher o que é melhor para o país uma população que não se informa dos fatos ou quando o faz não os assimila, não os confronta com a realidade? E, ainda, como suscitar valores éticos numa sociedade que não possui interesse pela instrução, educação, informação e cidadania?
Em meio a tantos questionamentos, a única resposta que irrompe, porquanto salta à vista, é lamentável: com tanta informação ao alcance de todos, com tantas formas para se adquirir conhecimento, com tantas oportunidades para interagir com veículos de comunicação íntegros, com grupos ou pessoas cujos interesses sejam a cultura, os valores, o crescimento intelectual, a política etc. , o brasileiro, sem nenhuma vergonha de alardear, opta por realitys shows, novelas, jornais falaciosos ou programas sensacionalistas e infames.
Para banir a alienação desta terra, há um vasto e penoso caminho a percorrer. O twitter, o Facebook, os blogs e outras tantas formas facultadas pela internet, por seu enorme poder de atração, podem ser instrumentos valiosos nessa jornada.
Assim, vida longa e muita força aos de boa-fé! Avante, DomominioFeminino!


@selmabuss

DOMINIO FEMININO disse...

Por favor, quem desejar comentar sobre Outras OPINIÕES - sobre o artigo da Van Leeuwen, por exemplo, pode fazer aqui na primeira página. O Blog não dispõe da ferramenta em outras páginas. Muito obrigada a todos que participam ativamente do Blog do DominioFeminino. Precisamos criar este bom hábito de induzir as pessoas à leitura e ao mentário em todos os Blogs. Só assim saberemos se elas estão compreendendo o que lêem.

blog do beto disse...

OLÁ DOMÍNIO FEMININO.
BRASILEIRO COMO SENDO UM POVINNHO ANALFABETO E OS POUCOS QUE AINDA SABEM LER (MAL) NÃO SE IMPORTAM COM LEITURA (PRINCIPALMENTE SE A MATÉRIA FOR EXTENSA). NÃO FIQUE PREOCUPADA COM ISSO E CONTINUE NA LUTA INFORMANDO E / OU DENUNCIANDO, FAÇA A SUA PARTE COM SUAS EXCELENTES MATÉRIAS QUE A COISA (NÃO É A PRESID ANTA), PEGA.
AGORA ME DIZ O SEGUINTE: ESSE "JUMENTO DO DIA" TEM NOME? SE NÃO TEM VOU SUGERIR UM BELO NOME. LUÍS IGNORÁCIO 51 DA SILVA. SÓ QUE TEM QUE MUDAR DE SEMANA PARA 8 ANOS.
ABS DO:
www.betocritica.blogspot.com

se me permitir coloco um link para o seu blog. e se me autorizar coloco o jumento em alguma matéria minha citando a fonte.